Somente a Bíblia, Somente a Graça, Somente a Fé, Somente Cristo e Glória somente a Deus |

O Que é o Evangelho?

Quarta, 21 Maio 2014 21:42

COPA sem CULPA

Written by
Guilt trip é uma expressão utilizada pelos Norte-Americanos. Ela significa, literalmente, “viagem de culpa”. Mas não quer dizer que você é quem embarca nessa viagem e sente-se culpado nela e por ela. Quem lhe embarca são os outros. Alguém que chega a algum convencimento ou convicção pessoal de uma posição ou situação e, em vez de aplicar suas convicções a si mesmo, pontifica que todos os demais devem ser da mesma persuasão e que devem tomar posição análoga à dele. Se esses outros não fazem isso são declarados culpados em sumário julgamento. Obviamente estamos falando de questões que não estão explicitamente cobertas ou disciplinadas pela Lei Moral (quanto a essa não há discussão e somos culpados, sim, quando quebramos a Lei de Deus), mas de situações circunstanciais. A questão de torcer e se empolgar com a Copa do Mundo é uma dessas. Temos várias pessoas que estão lhe embarcando em uma guilt trip, se você se animar com a realização da Copa no Brasil, ou até se torcer pelo Brasil. Há até uma posição herética correndo a nossa Pátria: “Vamos torcer pela Argentina”!
 
Bem, eu não ignoro os absurdos administrativos e até as intenções criminosas de vários responsáveis pela aplicação dos recursos originalmente destinados à Copa – estádios, sistemas de transporte, hospedagem, meios de comunicação, etc. Os resultados estão aí: a maioria não foi feita (ou “será” completada depois da Copa), mas valores foram gastos; os custos das obras que foram feitas triplicaram, quando comparados com os orçamentos originais; desvios e superfaturamentos têm sido apontados e alguns inequivocamente comprovados. Além disso, o descaso com a aplicação correta dos recursos em situações da carência da população, como na melhoria do sistema viário urbano e em áreas de saúde, contrasta com o esbanjamento observado com as obras relacionadas com a Copa. Por último, muitos países ficam com legado e benefícios posteriores após a realização de Copas ou Olimpíadas, mas no Brasil é diferente: pouco se aproveitará de tudo que está sendo construído – talvez restarão apenas algumas obras tardias (por exemplo: o VLT de Cuiabá; o monotrilho de São Paulo, etc.). Estas ainda levarão anos para serem terminadas, tocadas pela ineficiência característica dos governos, federal e estaduais e talvez poderão beneficiar as pessoas a médio prazo.
 
No entanto, cheguei à conclusão que não preciso concordar com os desmandos, com a corrupção, com o esbanjamento, com a insensibilidade dos governantes. Posso e devo ser contra tudo isso e esperar que essas situações sejam tratadas com a mão implacável da justiça, na medida em que Deus permita que a dos homens reflita os seus princípios. Nem vou consertar esse estado de coisas torcendo CONTRA o Brasil. E nem, tão pouco, me envolvendo em protestos inconsequentes, quebra-quebras, badernas e impedimentos do direito de ir e vir das pessoas.

Assim, quero uma Copa sem Culpa. Primeiramente, sem a culpa dos verdadeiros culpados pelas falcatruas e corrupção crônica – cadeia neles! Segundo, sem a minha culpa, que outros querem me impingir, por torcer pelo Brasil. Prá frente, Brasil! Vamos ganhar essa Copa, também?!!

Solano Portela

Fonte: http://tempora-mores.blogspot.com/2014/05/copa-sem-culpa.html

ipsantoamaro

Cadastre-se na Newsletter